Ted

TedSeth MacFarlane é um sujeito bem conhecido lá fora. Nascido em Connecticut, ele é o criador da animação “Family Guy”, famosa pela audiência e pelo humor despudorado. O anúncio de que estrearia como diretor de longa-metragem com a comédia “Ted” foi recebido com muito entusiasmo e talvez por isto o público tenha respondido positivamente ao filme, um dos maiores sucessos nas bilheterias americanas no ano passado.

O próprio Seth MacFarlane dá voz ao personagem-título, um urso de pelúcia vindo para atender a um pedido de natal do pequeno John Bennett. Obviamente, todos se surpreendem com o urso falante, mas os anos passaram e Ted é encarado como um anônimo como qualquer um de nós. Isto porque Ted e John (que na fase adulta é interpretado por Mark Wahlberg) são trintões que se comportam como adolescentes. Sem um emprego decente ou grandes planos para o futuro, os melhores amigos passam a maior parte do dia fumando maconha, conversando asneiras e revendo a ficção-científica de qualidade questionável “Flash Gordon”.

A ideia de enganar o público convertendo em baixaria aquilo que parece fofo (desavisados podem assistir ao filme com a namorada e terminar a sessão com algumas discussões pelo humor misógino) poderia proporcionar uma comédia impagável. No entanto, “Ted” não demora para transmitir a sensação de que suas piadas são bem limitadas. Além do pelúcia Ted enfiar referências cinematográfica em cada besteira que diz, há ainda participações especiais pífias. Ver a cantora careta Norah Jones fazendo uma moça de reputação duvidosa ou Ryan Reynolds fazendo um homossexual pode parecer engraçado, mas em “Ted” tudo não passa de tentativas aleatórias para extrair graça. Pior do que isto, só os planos de fazer uma inexplicável sequência.

Título Original: Ted
Ano de Produção: 2012
Direção: Seth MacFarlane
Roteiro: Alec Sulkin, Seth MacFarlane e Wellesley Wild
Elenco: Mark Wahlberg, Mila Kunis, Giovanni Ribisi, Seth MacFarlane, Patrick Warburton, Laura Vandervoort, Jessica Stroup, Joel McHale, Alex Borstein, Ray Romano, Ryan Reynolds, Norah Jones, Tom Skerritt, Sam J. Jones e Bretton Manley. Com voz de Seth MacFarlane e narração de Patrick Stewart

Anúncios

2 Respostas para “Ted

  1. É. Eu acho que o rumo de Ted foi muito bem pra ser desruido com um final completamente lugar-comum. Mas, ainda assim, é uma comédia acima de muitas americanas que vem sendo produzidas (leia-se a indústriaa Sandler)

  2. Eu sou fã desse urso bobagento, escroto e muito, muito divertido! Assisti esse filme duas vezes já, e como ri muito mais na revisão, descobri que estava sim diante de uma grande comédia. Com seus defeitos, CLARO, está a quilômetros de ser perfeito, mas vale muito a pena conferir.
    Não surpreende que McFarlane esteja tão cotado na festa do Oscar (não será indicado, mas além de apresentar o evento, ainda vai anunciar os indicados junto com a Emma Stone).

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s