Um Divã Para Dois

Um Divã Para Dois | Hope SpringsAs comédias românticas costumam afugentar espectadores que não toleram histórias esquemáticas. Porém, maior que o incômodo em acompanhar uma narrativa previsível é a maneira como é idealizado o final feliz. Depois de muitos pós e contras, os protagonistas se descobrem feitos um para o outro – não pode faltar aí o grande beijo e a câmera que se despede sobrevoando um belo cenário até surgir o longo fade out que precede os créditos finais. O terno “Um Divã Para Dois” mostra que o “felizes para sempre” não se mantém quando um casal mergulha na maior ameaça de um casamento: a convivência diária.

Kay (Meryl Streep) e Arnold (Tommy Lee Jones) estão juntos há mais de trinta anos. Mesmo que levem uma vida saudável e sem grandes atritos, a atração foi algo que se perdeu pelo caminho. De repente, Kay não se viu apenas dormindo em um quarto separado de Arnold como também perdeu a intimidade com o seu parceiro. Cansada dessa situação, ela decide pegar suas economias e pagar por algumas sessões de terapia de casal com o doutor Feld (Steve Carell).

Ranzinza que só, Arnold é contra a ideia, mas reúne energias para salvar um casamento do qual sequer imagina estar se desfazendo. Assim, ambos passam a compreender quais os aspectos que tornaram a união insípida e se mostram dispostos (mesmo que com muitos receios) a cumprirem com as “atividades” propostas pelo doutor Feld, o que inclui a realização de alguns desejos sexuais.

Responsável pelos irregulares “O Diabo Veste Prada” e “Marley & Eu”, David Frankel mostra progresso em “Um Divã Para Dois”. Mesmo que erre no uso inadequado da música e desperdice ótimos intérpretes do elenco de apoio (nomes como Jean Smart, Damian Young, Mimi Rogers e Elisabeth Shue fazem apenas breves participações), Frankel é feliz ao confiar totalmente o texto de Vanessa Taylor para a dupla central de veteranos. Meryl Streep e Tommy Lee Jones encenam com excelência a dinâmica entre Kay e Arnold. Apesar do nervosismo em retomarem a vida sexual, não há um instante em que ficamos em dúvida do quanto um ama o outro. Após “Alguém Tem Que Ceder”, finalmente temos com “Um Divã Para Dois” um exemplar a explorar de maneira crível e descompromissada na medida certa o difícil processo de manter ativo o amor na terceira idade.

Título Original: Hope Springs
Ano de Produção: 2012
Direção: David Frankel
Roteiro: Vanessa Taylor
Elenco: Meryl Streep, Tommy Lee Jones, Steve Carell, Jean Smart, Ben Rappaport, Marin Ireland, Patch Darragh, Brett Rice, Becky Ann Baker, Charles Techman, Daniel Flaherty, Damian Young, Mimi Rogers e Elisabeth Shue

Anúncios

Uma resposta para “Um Divã Para Dois

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s