A Aposentada

36ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

Quando nos arrependemos de uma decisão em nosso passado, a saída mais fácil para esquecê-la é se desassociar de tudo e de todos que estão ligados a ela. No entanto, isto parece não ser suficiente, pois aprendemos que um erro mantido oculto pode vir à tona quando menos se espera. Fabiola, personagem principal interpretada pela excelente Paola Lattus, sentirá isto na pele conforme a história de “A Aposentada” se desenvolve.

Mesmo que o diretor e roteirista Jairo Boisier não faça muito mistério neste drama inspirado em um caso real, antecipar o que Fabiola esconde (uma informação infelizmente presente na maioria dos veículos que divulgam o filme) seria tirar uma boa parte da graça de “A Aposentada”. Pode-se dizer que ela é uma trintona que, depois de algum tempo em Santiago, retorna à sua cidade natal para morar com a irmã mais velha (Catalina Saavedra) e o pai viúvo (José Soza).

Ao trabalhar como supervisora de um depósito de reciclagem, muitas pessoas ao seu redor passam a não enxergá-la com bons olhos, algo desencadeado por causa da sua amizade com um rapaz apelidado Tarântula (Hernando Lattus), filho do seu chefe chamado Moises (Daniel Antivilo), que, por sua vez, diz que revelará algo que ela esconde do seu pai caso não se afaste imediatamente de Tarântula.

Apesar de não ter orgulho do seu passado, Fabiola é uma mulher que surpreende por sua vivacidade. Não tem vergonha de suas escolhas anteriores, apenas teme ser desaprovada pelo pai, um sujeito de bom coração e antiquado. No processo de conseguir um emprego que lhe dê um retorno financeiro para que possa se sustentar, refazer laços com a família e conhecer novas pessoas, Fabiola passa a encarar a vida com otimismo e bom humor, apesar das circunstâncias não colaborarem muito.

Para contar a história desta personagem crível, Jairo Boisier encontrou uma maneira simples de encená-la. Em “A Aposentada”, temos apenas planos estáticos, com personagens entrando e saindo do quadro. Poderia ser enfadonho, mas o resultado é positivo porque o maior interesse está concentrado mesmo na trajetória de Fabiola. Dono de uma força inesperada, “A Aposentada” é um daqueles dramas que nos faz trocar nossos julgamentos por um sentimento de complacência, um efeito extraordinário causado por um pequeno (grande) filme.

Título Original: La Jubilada
Ano de Produção: 2012
Direção: Jairo Boisier
Roteiro: Jairo Boisier
Elenco: Paola Lattus, Catalina Saavedra, José Soza, Daniela Ramirez, Georgina Catalina Saavedra, Daniel Antivilo e Hernando Lattus

Anúncios

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s