Sombra do Mar

36ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

Gerações surgem e sempre há mudanças no comportamento da juventude. Os adolescentes de hoje estão lidando com anseios em um cenário bem distinto daqueles que já amadureceram. Porém, nunca é fácil estudá-los e compreendê-los, especialmente se estamos falando de jovens que vivem uma realidade em que há distinções quanto a cultura e costumes. Isto se vê ao acompanharmos em “Sombra do Mar” a singela história de Mansoor (Omar Al Mulla), um rapaz de 16 anos que vive nos Emirados Árabes Unidos.

Mansoor está perdidamente apaixonado por Kaltham (Neven Madi), mas tem dificuldades de expressar seus sentimentos por ela. Além do modesto trabalho como entregador, sua família não possui riqueza, um detalhe que o torna um pretendente descartável. Inibido, Mansoor segue o conselho do seu melhor amigo Sultan (Abrar Al Hamad), que sugere que ele tente conquistá-la com presentes.

O cineasta Nawaf Al-Janahi, através do roteiro escrito por Mohammed Hasan Ahmed, busca destacar os vários padrões que Mansoor e Kaltham estão presos. Seja por razões sociais ou o modo como a figura feminina é encarada, ambos parecem ter seus destinos já traçados pelas tradições do ambiente que habitam.

O problema de “Sombra do Mar” é como sua tola história romântica ofusca um tema tão sério. Pior do que o modo como a narrativa desenvolve um mistério ligado a Kaltham é a determinação do ingênuo Mansoor em encontrar meios para ganhar dinheiro e comprar presentes para o seu amor secreto. Repetitivos e sem provocar qualquer descontração, estes instantes só dificultam nossa empatia com o protagonista e também com a realidade em que ele está inserido.

Título Original: Sea Shadow
Ano de Produção: 2011
Direção: Nawaf Al-Janahi
Roteiro: Mohammed Hasan Ahmed
Elenco: Omar Al Mulla, Neven Madi, Abrar Al Hamad, Khadeeja Al Taie, Aisha Abdulrahman, Hasan Rajab, Bilal Abdullah, Ali Al-Jabri, Ahmad Iraj e Mahmood Al Yassi

Anúncios

4 Respostas para “Sombra do Mar

  1. Bom, acho que a armadilha no qual a trama do filme caiu (privilegiar a história de amor, em detrimento de uma trama com crítica social), é até compreensível… Mas, uma pena que uma obra com potencial tenha sido desperdiçado desta forma.

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s