A Vida de Outra Mulher

Qualquer um já quis pular aquela etapa da vida em que tudo parece dar errado. O desejo, por mais inacreditável que seja, é deitar a cabeça no travesseiro e despertar em uma realidade em que anos se passaram e que atitudes foram tomadas automaticamente – se todas tiveram consequências positivas, melhor ainda. No entanto, esta não é a vontade de Marie (Juliette Binoche) e ela acorda em um cenário que parece não pertencer.

Mais conhecida como atriz, a francesa Sylvie Testud (de “Piaf – Um Hino ao Amor”) faz sua estreia como diretora de longa-metragem em “A Vida de Outra Mulher”. A princípio, a escolha por um tema curioso e explorado poucas vezes na ficção chama a atenção. A história começa com Marie ainda jovem em uma casa na praia e próxima de Paul (Mathieu Kassovitz), um homem pelo qual tem uma forte atração. Quando a noite é concluída com os dois dividindo uma cama, Marie acorda no dia seguinte sem perceber que nada menos do que 15 anos se passaram em sua vida.

A personagem não entrou em um coma profundo ou algo relacionado a isto. O fenômeno simplesmente aconteceu, como se fosse mágica. Sem saber o que aconteceu, Marie tenta processar a confusão que se estabelece enquanto lida com um filho, um trabalho bem-sucedido e um casamento fracassado com Paul.

Mesmo com o pontapé cômico, Sylvie Testud, adaptando o romance de Frederique Deghelt, oferece uma perspectiva realista e dramática diante deste fenômeno que abate a protagonista. Acerta apenas ao focar rapidamente o desespero de Marie em reatar os laços com os seus pais, que misteriosamente a ignoram.

Na maior parte do tempo, “A Vida de Outra Mulher” reduz as inúmeras possibilidades de seu próprio enredo ao convertê-lo em uma história romântica banal e comprometida pela presença de Mathieu Kassovitz (confuso com a apatia de seu personagem e que a todo o momento parece atuar de má vontade) e o final sem clímax.

Título Original: La vie d’une autre
Ano de Produção: 2012
Direção: Sylvie Testud
Roteiro: Claire Lemaréchal e Sylvie Testud, baseado no romance de Frederique Deghelt
Elenco: Juliette Binoche, Mathieu Kassovitz, Aure Atika, Danièle Lebrun, Vernon Dobtcheff, Yvi Dachary-Le Béon, François Berléand, Marie-Christine Adam, Nicolas Carpentier, Albert Spiner, Gaëlle Boghossian, Didier Raymond e Sylvie Herbert

Anúncios

3 Respostas para “A Vida de Outra Mulher

  1. Pingback: 10 Piores Filmes de 2012 | Cine Resenhas·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s