A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

Mesmo alvo de piadas que se intensificam a cada momento, “A Saga Crepúsculo” é um daqueles guilty pleasures que não é possível abandonar caso o primeiro filme da franquia, “Crepúsculo”, tenha sido conferido. A verdade é que as adaptações dos romances de Stephenie Meyer são atraentes porque há o uso de vários dilemas que cercam a atual geração num universo fantástico de vampiros e lobisomens sempre popular. No entanto, “Amanhecer – Parte 1” não apenas estreia esgotado de ideias como é capaz de tirar do sério até o espectador mais aficionado pela “A Saga Crepúsculo”.

O início deste capítulo se dá com o casamento de Bella Swan (Kristen Stewart) e Edward Cullen (Robert Pattinson). É claro que há Jacob (Taylor Lautner) tendo ataque de ciúmes e até o clã Denali pouco entusiasmado com a união. Mas tudo sai como o planejado e o casal embarca para a lua de mel. Após muito nervosismo, o sexo é consumado e o horror se inicia: ainda humana, Bella engravida, acarretando numa breve gestação de um bebê-vampiro. Bella sabe dos riscos que se submeterá caso não aborte e, com isto, o velho conflito entre vampiros e lobisomens ressurge, já que a gravidez indesejada põe em xeque o acordo de paz entre ambas as espécies de criaturas da noite.

O que faz de “Amanhecer – Parte 1” um filme ainda menos tolerável que os capítulos anteriores é o número de incoerências, agora mais gritantes do que de costume. As principais estão relacionadas justamente naquele que seria o maior atrativo para nós, brasileiros: as sequências de lua de mel, ambientadas no Rio de Janeiro. Se já não fosse risível Edward magicamente não “bilhar” diante do sol carioca, os absurdos vão surgindo em carícias sendo substituídas por partidas de xadrez (é sério!) e o velho chavão de registrar cariocas ou como um povo incansavelmente festivo ou supersticioso. Os diálogos em português entre Edward e a empregada que o vê como um monstro diabólico são hilários.

Com todos esses deslizes, é difícil acreditar que o americano Bill Condon seja o nome por trás das câmeras. Com um Oscar pelo brilhante roteiro de “Deuses e Monstros” e tendo dirigido “Kinsey – Vamos Falar de Sexo”, “Dreamgirls – Em Busca de um Sonho” e o piloto do excelente seriado “The Big C”, Bill Condon apresenta aquele que é de longe o pior trabalho de direção na franquia. Não há qualquer achado visual que o caracterize e as poucas cenas de horror surgem e desaparecem sem deixar vestígios. É cruzar os dedos para que o melhor de Bill Condon seja mostrado em “Amanhecer – Parte 2”, com lançamento já confirmado para o dia 16 de novembro de 2012.

Título Original: The Twilight Saga: Breaking Dawn – Part 1
Ano de Produção: 2011
Direção: Bill Condon
Roteiro: Melissa Rosenberg, baseado no romance “Amanhecer”, de Stephenie Meyer
Elenco: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Gil Birmingham, Billy Burke, Sarah Clarke, Ashley Greene, Jackson Rathbone, Peter Facinelli, Elizabeth Reaser, Kellan Lutz, Ty Olsson, Nikki Reed, Anna Kendrick, Christian Serratos, Justin Chon, Michael Welch, Christopher Heyerdahl, Jamie Campbell Bower, Christian Camargo, Mía Maestro, Maggie Grace, MyAnna Buring, Casey LaBow, Booboo Stewart, Alex Rice, Stephenie Meyer e Michael Sheen
Cotação: 1 Star

Anúncios

5 Respostas para “A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1

  1. Pingback: Retrospectiva 2011 « Cine Resenhas·

  2. Pingback: Indicados ao Framboesa de Ouro 2012 « Cine Resenhas – 5 Anos·

  3. Pingback: Vencedores do Framboesa de Ouro 2012 « Cine Resenhas – 5 Anos·

  4. Pingback: A Saga Crepúsculo – Amanhecer – Parte II, o Final | Cine Resenhas·

  5. Pingback: Cine Resenhas | Resenha Crítica | A Saga Crepúsculo – Amanhecer – Parte II, o Final (2012)·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s