Incontrolável

Em quinze de maio de dois mil e um, a vila de Walbridge, situada no estado de Ohio, ganhou as manchetes locais. Foi por lá que se deu o início de um incidente cujo protagonista foi a locomotiva CSX 8888. Desgovernada e em altíssima velocidade, a locomotiva transportava em seus vagões produtos tóxicos. O desfecho deste episódio foi feliz. Foi o que bastou para Hollywood, tão fascinada por notórios incidentes, arregaçar suas mangas. Desde dois mil e quatro o projeto buscava por um diretor. O finalista, Tony Scott, não poderia ser pior. Mas eis que um dos realizadores mais histéricos em atividade consegue se conter em “Incontrolável”, que apenas se inspira no episódio verídico para criar algo bem diferente.

Na história inicia-se com Will Colson (Chris Pine) em seu primeiro dia em novo emprego. Apenas com treinamento prévio, Will conduzirá locomotivas tendo o veterano Frank Barnes (Denzel Washington) como parceiro. Will não poderia iniciar pior na nova profissão, pois além dos preconceitos que enfrenta por ser um novato, o personagem se envolverá na arriscada missão de deter o incontrolável CSX 8888. A encarregada de ferrovia Connie Hooper (Rosario Dawson, excelente) não poderia estar mais certa ao descrever a razão deste incidente, nada mais do que uma combinação de erro humano e má sorte.

Tony Scott é notório por suas extravagâncias e a boa notícia é que “Incontrolável” lhe força a ter uma percepção diferente de direção. Não estão ausentes os planos que duram segundos e a frenesi de sua câmera, mas o vilão da história segue literalmente um destino traçado, o que permite a presença de um trabalho técnico mais sutil (a edição de som foi indicada ao Oscar). Aliás, é no empenho em converter CSX 8888 num personagem que está o grande achado da ação, ofuscando até mesmo as interpretações no piloto automático de Denzel Washington e Chris Pine, que como personagens errantes (Frank não é o pai ideal para a filha e Will destruiu seu casamento por uma crise de ciúmes infantil) não provocam qualquer empatia.

Título Original: Unstoppable
Ano de Produção: 2010
Direção: Tony Scott
Roteiro: Mark Bomback
Elenco: Denzel Washington, Chris Pine, Rosario Dawson, Ethan Suplee, Kevin Dunn, Kevin Corrigan, Kevin Corrigan, Kevin Chapman, Lew Temple, T.J. Miller, Jessy Schram, David Warshofsky, Andy Umberger, Elizabeth Mathis e Meagan Tandy
Cotação: 3 Stars

Anúncios

4 Respostas para “Incontrolável

  1. Discordo totalmente de você, uma vez que senti muita empatia por esse filme e pelos personagens centrais. Achei que a história foi contada de um ponto de vista interessantíssimo e com adrenalina pura. Eu me envolvi e me importei com o destino deles.

  2. Este e mais um daqueles filmes com final previsível,temas saturados e com supostos erros de filmagens, segundo alguns sites especializados no assunto.Podemos notar certas semelhanças com o filme anterior, O Sequestro do Metrô 1 2 3,também dirigido por tony scot e protagonizado por denzel washingtom.Reparem que em algumas cenas parece mais uma perseguição policial a bandidos do que a um trem sem condutor, tamanho são as viaturas de policia e policiais armados ate os dentes!

  3. Pingback: Melhores de 2011 – Indicados « Cine Resenhas – 5 Anos·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s