Melhores de 2010: Som

Guerra ao Terror“ é daquele tipo de produção que depende de um competente trabalho técnico para ter o seu impacto repercutido na plateia. Tendo conquistado o Oscar na categoria de som e edição de som, os craques Paul N. J. Ottosson e Ray Beckett sairam-se melhor do que o esperado. Fazem o que é habitualmente se vê numa narrativa que reserva sequências de combate militar, mas também nos deixam com os nervos à flor da pele em circunstâncias especiais, como no esmero testemunhado com a criação da sufocante participação de Guy Pearce.

Vencedor:Guerra ao Terror“ (Paul N. J. Ottosson e Ray Beckett)

Outros indicados:À Prova de Morte“ | “Salt“ | “Scott Pilgrim Contra o Mundo“ | “Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro

Em 2009: Avatar
Em 2008: “[REC]
Em 2007: Possuídos

Anúncios

6 Respostas para “Melhores de 2010: Som

  1. Como esse filme não é barulhento o tempo inteiro (ao contrário de, digamos, BLACK HAWK DOWN), os momentos que exigem mais dos nossos ouvidos são ainda mais impactantes.

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s