Abutres

Se “O Segredo dos Seus Olhos” permanece como o melhor título do cinema argentino exibido em nossos cinemas no ano passado, uma justiça deve ser feita imediatamente para colocar sob melhor evidência “Abutres”. Ambos os títulos são protagonizados pelo astro Ricardo Darín e “Abutres” estreou timidamente nos cinemas em dezembro. Se “O Segredo dos Seus Olhos” o cineasta Juan José Campanella chama a nossa atenção com algumas de suas sutilezas, Pablo Trapero se sai muito melhor com “Abutres”, com inúmeros planos-sequência que estarrecem.

É um ponto positivo significante para Pablo Trapero, que supera em todos os sentidos o seu mediano trabalho anterior, “Leonera”. Sem aviso prévio, Pablo Trapero joga o público para a ação de sua história, um suspense que foca toda a sujeira por trás do sistema de saúde e policial. Para isto, orquestra sem cortes muitas situações que outras cineastas teriam grande dificuldade de conduzir, seja com ambulâncias de pronto-atendimento pelas ruas do país e de pacientes num hospital necessitando de procedimentos médicos imediatos. É um empenho de Trapero que merecia um prêmio.

Também assinando o roteiro com Alejandro Fadel, Martín Mauregui e Santiago Mitre, Trapero desenha dois protagonistas. A primeira é a paramédica Luján (Martina Gusman, esposa do diretor e jovem atriz que se entrega sem amarras aos seus papéis), que durante os plantões exaustivos injeta drogas às escondidas para manter o controle. Num de seus atendimentos noturnos de rotina, conhece Sosa, sujeito cuja licença de advogado foi cassada e que aos poucos desvendamos estar encurralado dentro de uma máfia que dá rasteira em seguradoras ao simular acidentes de trânsito. O envolvimento constante de Sosa nas cenas destes acidentes permite que Luján levante suspeitas depois quee se entregue a um relacionamento com ele.

As consequências deste comprometimento entre Luján e Sosa se agravará conforme as pessoas responsáveis por forjarem esses acidentes se mostram e o filme se beneficia por atingir as últimas consequências de uma crítica elaborada através da ficção. Para se ter uma noção, “Abutres” se saí tão bem com os temas espinhosos que a Argentina se mostrou provocada em reaver a legislação de seguro para acidentes automobilísticos. Para um país que registra quase 10 mil mortes vindas de acidentes de trânsito se atentar para estas estatísticas e fraudes com o sucesso de um filme isto não é pouca coisa.

Título Original: Carancho
Ano de Produção: 2010
Direção: Pablo Trapero
Roteiro: Alejandro Fadel, Martín Mauregui, Pablo Trapero e Santiago Mitre
Elenco: Ricardo Darín, Martina Gusman, Carlos Weber, José Luis Arias, Loren Acuña, Gabriel Almirón e José Manuel Espeche
Cotação: 4 Stars

Anúncios

6 Respostas para “Abutres

  1. O Segredo dos Seus Olhos é o melhor filme de 2009 por aqui …
    Se bem que no ano passado por aqui teve grandes filmes como Por Tu Culpa, Dos Hermanos e Sem Retorno …

    Mas mesmo assim Carancho é um soco no estomago. E realmente tens razão … o filme merece ser mais divulgado por que ver esse filme do porte … é difícil nesse mercado.

    Abraços.

  2. Gosto desse filme muito mais do que de O Segredo dos Seus Olhos, mas discordo que Leonera seja mediano. Na verdade, ambos os filmes do Trapero parecem ter a mesma urgência, filmados com a mesma competência técnica do diretor. Um dos pontos fracos desse novo trabalho do cineasta, porém, é a atuação da Martina Gusman, que não se iguala à sua performance em Leonera, nem está à altura do talento de Darín. Mas a relação entre os dois personagens é o ponto forte do filme, ao mesmo tempo em que existe uma forte crítica aos casos de aproveitamento desse pseudo-advogados. Muito bom. A cena final é um grande choque.

  3. Pingback: Melhores de 2010 – Indicados « Cine Resenhas·

  4. Pingback: Melhores de 2010: Direção « Cine Resenhas·

  5. Pingback: Ponto Crítico – Dez/10 « Cine Resenhas·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s