Triângulo do Medo

Existem filmes que apresentam uma trama tão complexa que lançá-lo comercialmente pode ser um risco. Com isto, os distribuidores optam por exibições no circuito limitado e lançamento direto no mercado de vídeo nos países que adquirem o direito da obra. Os destinos são dois: ou o filme se torna um cult instantâneo na base do boca-a-boca ou caí no eterno esquecimento. O primeiro destino se aplica ao filme “Triângulo do Medo”, lançado ano passado direto em DVD e o thriller mais fascinante dos últimos tempos.

Jess (a linda e talentosa Melissa George) aparece inquieta na cena de abertura de “Triângulo do Medo”. Lida com o seu filho Tommy (Joshua McIvor) com uma mistura de afeto e fúria. Posteriormente, aparece sozinha com um grupo de amigos para fazer um passeio em alto mar. O mistério cresce assim que embarcam em um navio que surge após uma inesperada tormenta. A luxuosa embarcação tem uma arquitetura clássica e absolutamente ninguém a bordo. Isto até aparecer um sujeito que oculta sua face com uma máscara de pano, eliminando um a um com uma escopeta. Alguns personagens, antes de serem baleados, afirmam que a responsável pela chacina é a própria Jess, a única a escapar da ameaça. Não é verdade. Afinal, a todo o momento o espectador segue os passos da garota.

O massacre é cheio de tensão, mas é no segundo ato que “Triângulo do Medo” começa a mostrar a que veio. Jess passa a perceber que toda a cena se repete, como se estivesse em um universo paralelo. A questão é que ela consegue interferir nos acontecimentos e até interagir com sua sósia. E isto se repete mais uma vez.

O britânico Christopher Smith não é dono de uma filmografia muito empolgante. Seus dois filmes anteriores, “Plataforma do Medo” e “Mutilados”, também receberam distribuição direta em DVD no Brasil. Apenas “Plataforma do Medo” vale um pouco a pena. Com isto, até surpreende que a mente por trás da direção e roteiro de “Triângulo do Medo” seja a sua. Christopher Smith conecta perfeitamente todas as pontas soltas, intrigando o espectador sem jamais soar pretensioso. Se mesmo assim as dúvidas permearem seus pensamentos após o final de “Triângulo do Medo”, é bom ter um conhecimento básico de Mitologia Grega, a chave do grande mistério.

Título Original: Triangle
Ano de Produção: 2009
Direção: Christopher Smith
Roteiro: Christopher Smith
Elenco: Melissa George, Joshua McIvor, Jack Taylor, Michael Dorman, Henry Nixon, Rachael Carpani, Emma Lung, Liam Hemsworth e Bryan Probets
Cotação: 4 Stars

Anúncios

9 Respostas para “Triângulo do Medo

  1. Gostei desse filme também. nteressante é que num determinado momento do filme vc até teme que seja uma bomba, mas acaba surpreendendo.

    PS: “a linda e talentosa Melissa George”… Tarado ¬¬

  2. Pingback: Melhores de 2010 – Indicados « Cine Resenhas·

  3. Pingback: Melhores de 2010: Montagem « Cine Resenhas·

  4. Pingback: Melhores de 2010: Roteiro Original « Cine Resenhas·

  5. Pingback: Melhores de 2010: Filme « Cine Resenhas·

  6. Pingback: 10 Melhores Filmes de 2010 « Cine Resenhas·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s