Aproximação

Aproximação | DisengagementNascido em Israel, Amos Gitai é um diretor prestigiado fora de seu país. Nomeado quatro vezes à Palma de Ouro no Festival de Cannes, o diretor, cujo longa-metragem mais recente foi “Free Zone”, apresenta um cinema que se desenvolve através de temas polêmicos dentro do Oriente Médio. É o que repete em “Aproximação”, título que passou pela Mostra Internacional de Cinema em São Paulo em 2007 como “A Retirada” e que ganhou espaço no circuito apenas no primeiro trimestre deste ano.

O plano-sequência que abre “Aproximação” é arrebatador e nos mostra dois personagens, uma palestina (participação de Hiam Abbass, que apareceu em “O Visitante“) e o soldado do exército de Israel Uli (Liron Levo, colaborador constante de Amos Gitai), em uma longa conversa que se encerra com um beijo intenso. Na sequência seguinte, conhecemos a grande protagonista da história, Ana (Juliette Binoche). Ela vive na França e seu pai acaba de falecer. Filho adotivo, Uli comparece ao velório, ficando claro neste instante a paixão que Ana tem por ele. O testamento deixado pelo pai perturba Ana, cuja razão (que não vale deixar explícito) a leva para Israel junto com o irmão. Uma circunstância a fará seguir o trajeto da viagem sozinha, onde o destino se dará em um kibutz. O caos já está instaurado em um território cheio de conflitos entre soldados israelenses removendo da Faixa de Gaza judeus ortodoxos.

Para ilustrar a jornada da protagonista, Amos Gitai reprisa em muitos instantes a força da introdução de “Aproximação”, concebendo assim inúmeros planos-sequência. O seu vigor impressiona. Impossível não gravar na memória alguns momentos como o de Ana com seu echarpe, as emoções de um forte abraço ou uma tropa de soldados em treinamento. Entretanto, a narrativa fica um pouco a dever. Em meio a tantos conflitos, é perigoso o público ficar ainda mais perdido que a personagem de Juliette Binoche. O resultado é um drama que se sobressai muito mais por sua forma irretocável do que pelo seu conteúdo não processado sempre de maneira adequada na tela.

Título Original: Disengagement
Ano de Produção: 2007
Direção: Amos Gitai
Roteiro: Amos Gitai e Marie-Jose Sanselme
Elenco: Juliette Binoche, Liron Levo, Dana Ivgy, Barbara Hendricks, Jeanne Moreau, Tomer Russo, Israel Katorza, Yussuf Abu-Warda, Uri Klauzner, Amos Gitai, Verena Mundhenke e Hiam Abbass
Cotação: 3 Stars

Anúncios

2 Respostas para “Aproximação

  1. Minha vontade não é só de ver esse filme do Gitai, como vários outros de sua extansa filmografia, da qual não conheço nada, somente alguns curtas de projetos coletivos. A presença de Juliette Binoche aqui é um atrativo a mais.


  2. * Rafael. Este foi o primeiro filme que assisti de Amos Gitai e deu para notar que ele é um diretor de técnica impressionante. Realmente, seus planos-sequências são fora de série. A interpretação de Juliette Binoche é intensa a partir do instante que sua personagem parece se encontrar emocionamente, mas também destacaria o trabalho de Hiam Abbass com o ator Liron Levo na introdução de filme, uma cena sem cortes maravilhosa. Recomendo.

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s