The Runaways – Garotas do Rock

Nesses tempos atuais onde o verdadeiro rock n’ roll parece não existir, parece haver um resgate da história de grandes bandas tão influentes neste gênero musical. Não faltam títulos disponíveis em DVD e no extinto VHS que se dedicam em encenar um fenômeno musical integrado por componentes de vidas errantes e cheia de excessos. A estreante Floria Sigismondi, nascida na Itália e naturalizada canadense com um currículo respeitado na direção de videoclipes de bandas como “The Cure” e de cantores como Marilyn Manson e David Bowie, compreende bem este universo de “sexo, drogas e rock n’ roll” e exatamente por isto faz de “The Runaways – Garotas do Rock” um registro muito interessante.
Responsáveis por sucessos como “Cherry Bomb”, “Hollywood” e “Dead end Justice”, “The Runaways” foi um grande divisor de águas. A banda foi a primeira a surgir no cenário rock tenho apenas mulheres como integrantes. Adolescentes, “As Fugutivas” foram coordenadas pelo empresário Kim Fowley (Michael Shannon, em nova performance fora de série), faziam seus ensaios em um velho trailer e não demorou para ganhar o mundo. Entretanto, a banda morreu prematuramente. Vamos identificando o porquê ao acompanharmos a guitarrista Joan Jett (Kristen Stewart) e Cherie Currie (Dakota Fanning), a verdadeira protagonista da história. A fama subiu a cabeça dessas garotas, que somados os problemas particulares se envolveram com drogas e apresentaram condutas equivocadas diante de algumas propostas (Cherrie, por exemplo, topou realizar um ensaio seminua que deu o que falar).
Sem firulas, Floria Sigismondi faz um filme onde o rock movimenta toda a narrativa. Além das músicas de “The Runaways”, compõe a trilha-sonora músicas de David Bowie, “The Stooges” e “Sex Pistols”. Lamentavelmente, só não é o registro completo de “The Runaways” por problemas autorais, pois apenas Joan Jett e Cherie Currie deixaram que acontecimentos íntimos fossem expostos na tela. Nada se vê sobre as constantes mudanças de integrantes que o grupo foi submetido e Lita Ford (interpretada por Scout Taylor-Compton), que já fez dueto com Ozzy Osbourne e cuja participação no “The Runaways” foi indispensável, pouco aparece. Ainda assim, sempre é exaltada a importância dessas jovens em um cenário masculino, seja em alguns diálogos (“Garotas não tocam guitarra elétrica”) ou mesmo nas próprias letras musicais (“I wanna be where the boys are” / “I wanna fight how the boys fight” / “I wanna love how the boys love” / “I wanna be where the boys are”). Também não se pode deixar de elogiar a grande performance de Dakota Fanning. Aparecendo chapada, com figurinos sumários em ótimas apresentações, furiosa e desequilibrada, Dakota Fanning é um camaleão, uma atriz completa de dar inveja a muita veterana.
Título Original: The Runaways
Ano de Produção: 2010
Direção: Floria Sigismondi
Elenco: Dakota Fanning, Kristen Stewart, Michael Shannon, Stella Maeve, Scout Taylor-Compton, Alia Shawkat, Riley Keough, Johnny Lewis, Brett Cullen, Hannah Marks e Tatum O’Neal

The Runaways - Garotas do Rock | The RunawaysNesses tempos atuais onde o verdadeiro rock n’ roll parece não existir, parece haver um resgate da história de grandes bandas tão influentes neste gênero musical. Não faltam títulos disponíveis em DVD e no extinto VHS que se dedicam em encenar um fenômeno musical integrado por componentes de vidas errantes e cheias de excessos. A estreante Floria Sigismondi, nascida na Itália e naturalizada canadense com um currículo respeitado na direção de videoclipes de bandas como “The Cure” e de cantores como Marilyn Manson e David Bowie, compreende bem este universo de “sexo, drogas e rock n’ roll” e exatamente por isto faz de “The Runaways – Garotas do Rock” um registro muito interessante.

Responsáveis por sucessos como “Cherry Bomb”, “Hollywood” e “Dead end Justice”, “The Runaways” foi um grande divisor de águas. A banda foi a primeira a surgir no cenário rock tendo apenas mulheres como integrantes. Adolescentes, “As Fugutivas” foram coordenadas pelo empresário Kim Fowley (Michael Shannon, em nova performance fora de série), faziam seus ensaios em um velho trailer e não demoraram para ganhar o mundo. Entretanto, a banda morreu prematuramente. Vamos identificando o porquê ao acompanharmos a guitarrista Joan Jett (Kristen Stewart) e Cherie Currie (Dakota Fanning), a verdadeira protagonista da história. A fama subiu a cabeça dessas garotas, que somados os problemas particulares se envolveram com drogas e apresentaram condutas equivocadas diante de algumas propostas (Cherrie, por exemplo, topou realizar um ensaio seminua que deu o que falar).

Sem firulas, Floria Sigismondi faz um filme onde o rock movimenta toda a narrativa. Além das músicas de “The Runaways”, compõe a trilha-sonora músicas de David Bowie, “The Stooges” e “Sex Pistols”. Lamentavelmente, só não é o documento completo de “The Runaways” por problemas autorais, pois apenas Joan Jett e Cherie Currie deixaram que acontecimentos íntimos fossem expostos na tela. Nada se vê sobre as constantes mudanças de integrantes que o grupo foi submetido e Lita Ford (interpretada por Scout Taylor-Compton), que já fez dueto com Ozzy Osbourne e cuja participação no “The Runaways” foi indispensável, pouco aparece. Ainda assim, sempre é exaltada a importância dessas jovens em um cenário masculino, seja em alguns diálogos (“Garotas não tocam guitarra elétrica”) ou mesmo nas próprias letras musicais (“I wanna be where the boys are” / “I wanna fight how the boys fight” / “I wanna love how the boys love” / “I wanna be where the boys are”). Também não se pode deixar de elogiar a grande performance de Dakota Fanning. Aparecendo chapada, com figurinos sumários em ótimas apresentações, furiosa e desequilibrada, Dakota Fanning é um camaleão, uma atriz completa com apenas dezesseis anos de dar inveja a muita veterana.

Título Original: The Runaways
Ano de Produção: 2010
Direção: Floria Sigismondi
Elenco: Dakota Fanning, Kristen Stewart, Michael Shannon, Stella Maeve, Scout Taylor-Compton, Alia Shawkat, Riley Keough, Johnny Lewis, Brett Cullen, Hannah Marks e Tatum O’Neal
Cotação: 3 Stars

Anúncios

11 Respostas para “The Runaways – Garotas do Rock

  1. Pingback: Tweets that mention The Runaways – Garotas do Rock | Cine Resenhas -- Topsy.com·

  2. Realmente, achei o filme muito rápido, me decepcionei com o pouco destaque da Lita e fiquei maravilhada com a atuação da Dakota, essa menina nasceu pra ser atriz!

  3. Dakota interpretou bem? Sério gente?
    Minha nossa, discordo totalmente. Pra mim ela fudeu com a Cherie, interpretou igual à cara e cantou pior ainda. Se tivessem colocado a Taylor Momsen, por exemplo, pra ser a Cherie teria dado mil vezes mais certo! Mas não, o negócio foi colocar as ‘menininhas de Crepúsculo’ pra atrair dinheiro pro filme… Quanto à que fez a Joan, ok, ela atuou bem, admito. Mas essa Dakota, pff, decepção!

  4. Não entendo o preconceito com as atrizes de Crepúsculo. Não querendo defende-las porq eu nem curto a saga, se lembrem de Leonardo DiCaprio que era considerado péssimo ator por causa de Titanic (Puro preconceito) e olhem pra ele agora. Eu achei a atuação da Dakota fantástica ela arrasou e outra também foi muito bem e o resultado do filme ficou ótimo.

    O engraçado é que ninguém falava mal da coitada da Dakota antes dela fazer Crepúsculo, será porque? Quanta mente pequena!

  5. Pingback: O Abrigo | Cine Resenhas·

  6. Pingback: Resenha Crítica | O Abrigo (2011) - Cine Resenhas·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s