Coraline e o Mundo Secreto

Coraline e o Mundo Secreto
Henry Selick orquestrou aquela que é considerada uma das melhores animações em longa-metragem já realizadas, “O Estranho Mundo de Jack”. “Coraline e o Mundo Secreto” é uma realização em stop-motion (lançada em alguns cinemas no recurso 3D) e apresenta uma interessante atmosfera gótica que muito remete ao argumento de Tim Burton sobre Jack Skellington. É um atrativo, mas “Coraline e o Mundo Secreto” tem um sério problema de ritmo.

Baseado em um livro do britânico Neil Gaiman, a história destaca a monotonia de Coraline (voz de Dakota Fanning) em seu novo lar. Ela não tem amigos, não tem nada para se distrair e os seus pais (vozes de Teri Hatcher e John Hodgman), ambos escritores, não lhe dão a devida atenção. Explorando cada cômodo do enorme casarão que agora habita, Coraline encontra um minúsculo portal que a transfere para um mundo paralelo. A diferença até o primeiro momento é o seu pai e sua mãe, bem mais dóceis do que são no mundo real e com botões nos lugares dos olhos.

Essas idas e vindas da realidade para a fantasia fazem com que “Coraline e o Mundo Secreto” se torne uma animada aventura sombria pouco envolvente. O filme só toma pique na sua última meia hora de metragem, quando as coisas ficam de fato aterradoras e vibrantes. É o instante onde o filme de Selick de fato se sobressai, especialmente no que se diz respeito ao trabalho visual. Conta pontos também a moral presente no desfecho de “Coraline e o Mundo Secreto”, sobre a aceitação de pessoas diante de suas imperfeições. É um tema adulto que pode ser processado por crianças e isso é o que faz a animação acabar valendo um pouco a pena.

Título Original: Coraline
Ano de Produção: 2009
Direção: Henry Selick
Elenco: Vozes de Dakota Fanning, Teri Hatcher, Jennifer Saunders, Dawn French, Keith David, John Hodgman, Robert Bailey Jr. e Ian McShane.
Nota: 5.0

Anúncios

23 Respostas para “Coraline e o Mundo Secreto

  1. Filipe, não é um filme que cativa. Cumps!

    Cleber, este me chamou a atenção por ter uma premissa que trás alguns elementos obscuros. Mas no fim das contas o saldo não é muito positivo.

    Tiago, será? Mas acredito que a concorrência dentro do gênero não está muito forte. Talvez apareça entre os finalistas no próximo ano.

    Bruno, claro que não me importo. Agradeço pela lembrança! Abraços!

  2. Eu gostei bastante de Coraline. Um trabalho diferenciado e ao mesmo tempo, assustador. É bom ver um projeto desses em um mundo dominado pelas animações computadorizadas!

  3. Esse filme é sensacional. Os personagens são cativantes, bem construídos e o roteiro muito bem montado. Discordo que falte ritmo no filme. Foi uma das melhores coisas que vi no cinema no ano passado.

    Abraços!

  4. Ao contrário de você, eu adorei este filme – a ponto de considerá-lo a melhor animação de 2009, até agora. Achei uma produção brilhante, inclusive esteticamente.

  5. Diego, por ser uma animação diferenciada eu acabei gostando moderadamente.

    Brenno, veja sim.

    Ciro, eu achei o ritmo um problema. Sei lá, é muito devagar… Ah, e o filme chegou nos cinemas este ano, rs. Abraços!

    Mandy, se for lento mas manter o interesse não é um problema. Mas “Coraline” não é bem assim…

    Kamila, a minha animação predileta até o momento é “Bolt – Supercão”. Mas estreou poucas fitas do gênero aqui por enquanto…

  6. Acho que percebi, pelo pouco que nos conhecemos que os filmes que você gosta eu não gosto, e vice -versa.
    Será que eu vou adorar Coraline ? Meu sobrinho ficou meio assustado com a animação.

  7. Eu achei muito bom, mesmo… Discordo veementemente, rs, mas sem problemas… Achei o filme lindo (visualmente) além de uma história interessantíssima… Eu realmente acho que crianças vão terminar do filme com medo dele, rs… Abraços…

  8. O Cara da Locadora, acho o desenvolvimento muito desinteressante. Daí eu acreditar que animação tem sérios problemas de ritmo. E seria interessante ter visto este filme nos cinemas com um bando de crianças. Ver elas com medo deve ser divertido! :D Abraços!

  9. Gostei bastante de “Coraline”, animação em stop motion voltada mais para adultos, me envolvi com a história e os personagens do começo ao fim, pra mim, me foi muito interessante e cativante (acredite, pra mim foi sim..rs..), adorei os cenários obscuros, sombrios, confusos e coloridos, um misto de várias coisas ao msm tempo, bem bacana, achei ótimos os diálogos e a trilha sonora. nota 8.0!
    Abs! Diego!

  10. Eu ganhei o press kit do filme, que veio com o livro. Tenho o lido enquanto defeco (isso é sério). Sentado, no trono, até agora me foi uma boa companhia. Sem o punch da literatura que eu gosto, mas ok… Com certeza vou ver o filme depois de dar a descarga de vez.

    Abs!

  11. Diego, as qualidades que você destaca no filme para mim são esquecíveis. Acho que só mesmo o horror presente no clímax que é memorável. Abraços!

    Dudu, normal. Muitas das minhas leituras se passam diante de um vaso sanitário. Parece que o tempo nem passa quando estamos em um banheiro, não é mesmo? E comente o filme quando assisti-lo. Abraços!

  12. Pingback: ParaNorman | Cine Resenhas·

  13. Pingback: Resenha Crítica | ParaNorman (2012) - Cine Resenhas·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s