Diretor: Sean Ellis

CASHBACK_-_SEAN_ELLIS
UM EXTRAORDINÁRIO  E VISIONÁRIO NOVATO.

Assim como algumas categorias que vem sendo atualizadas mensalmente, o Cine Resenhas agora trás uma que será dedicada aos grandes diretores de cinema. Mas ao invés de termos um nome óbvio inaugurando essa nova seção no blog preferi escrever sobre o trabalho do jovem Sean Ellis. Afinal, uma das metas dessa categoria é destacar um profissional cujas realizações devem ser assistidas. O inglês nascido em 1970 na cidade de Brighton tem somente dois longas em seu curriculum. Mas são dois trabalhos que valem por uma filmografia inteira de um ou outro veterano.
.

Desde cedo Sean Ellis despertou o interesse pelo cinema, embora o ápice de sua carreira tenha acontecido com o seu talento como fotógrafo. A sua primeira vez atrás das câmeras de cinema foi na realização do curta de quinze minutos “Left Turn”, um horror de 2001. Três anos depois chega o seu segundo trabalho, “Cashback”. E o diretor deve ter se surpreendido pela repercussão de sua realização, que foi indicado ao Oscar. Depois de mais um curta vem um grande desafio: tornar “Cashback” um longa-metragem. Deu que Ellis atingiu o feito, tendo ainda incluido o seu curta inteiro na história agora ampla e atualizada.
.
Outro trabalho ilustre de Ellis é o recente thriller “The Brøken”, que trás ao menos dois nomes bem conhecidos, sendo os de Lena Headey (“300“) e Richard Jenkins (indicado ao Oscar 2009 pelo seu desempenho em “O Visitante”). Mas o que esses títulos oferecem para fazer com que Sean Ellis receba qualquer destaque? Bom, isso vocês só saberão conferindo aos três filmes de Ellis comentados logo a seguir, que, em suma, são experiências sensacionais e de tirar o fôlego.
.
FILMOGRAFIA

.

brussels-330x468-cashback

CASHBACK – 2004

No segundo curta-metragem da carreira de Sean Ellis o personagem central vivido por Sean Biggerstaff (que esteve nos dois primeiros “Harry Potter”) tem o dom de manipular o tempo. E é isto que faz durante a sua rotina como estoquista em um supermercado, paralizando as clientes e usando-as como modelos para os seus desenhos. Poético e descontraído, foi indicado ao Oscar 2006 de melhor curta.
Cotação: 3 Stars

cashback_ver4

CASHBACK – 2006

O longa-metragem que usa o projeto de 2004 de mesmo nome em uma de suas sequências é o título com a narrativa e edição mais originais lançado no Brasil no ano passado. Há também personagens divertidos e uma história comunicativa sobre Ben (novamente Sean Biggerstaff), jovem que ao terminar a relação com a sua namorada não consegue dormir, aproveitando as noites para ser estoquista em um supermercado.
Cotação: 4 Stars

DVJHALKOLNVaOL_l THE BRøKEN – 2008

O fato de estar incluso no recente pacote da After Dark Horrorfest chamado “8 Films To Die For” deve fazer com que “The Brøken” demore a ser lançado em nosso país, embora o filme tenha uma qualidade infinitamente superior aos outros títulos da safra, como “Efeito Borboleta 3”. É um suspense daqueles que estão cada vez mais raros hoje em dia, onde Ellis aposta muito mais em sequências perfeitamente concebidas (há uma que é pura referência à cena do chuveiro de “Psicose”) e em uma premissa perturbadora do que extravagâncias presentes em diversos exemplares do gênero.
Cotação: 4 Stars


FOTOGRAFIA

Em “Cashback” e “The Brøken” o espectador testemunha muitas sequências planejadas com grande desvelo e essa criatividade por parte de Sean Ellis vem do seu dom pela fotografia. O diretor, que desde a sua pré-adolescência já manuseava uma câmera fotográfica, tem uma larga experiência no ofício, tenho fotografado modelos para revistas internacionais de prestígio como a Numero, Paris Vogue, The Face, I-D, entre outras. As capturas são maravilhosas, por vezes sombrias, como vocês podem ver através das imagens selecionadas pelo Cine Resenhas publicadas abaixo.

63307_pkimiglinsky35Big28SeanElli_122_711lo

63110_img716_122_871lo

70136_g04314_122_1116lo

73814_pvivien4_122_816lo

71443_peva48_122_668lo

76577_Carmen-Numero0900-Ellis-08_122_873lo
77354_Image0012_122_1063lo
Terminamos a postagem por aqui. Caso queira saber um pouco mais sobre Sean Ellis o blog recomenda os links relacionados abaixo.

Links Relacionados:
IMDb: Conheça a filmografia do diretor
Sean Ellis Photographer: Site com o trabalho fotográfico de Sean Ellis
Zeta Filmes: Entrevista com o diretor

Anúncios

22 Respostas para “Diretor: Sean Ellis

  1. Escolha bem diferente para inaugurar essa seção de diretores. Tenho Cashback na coleção faz um tempo, mas ainda não vi. E me interesso também por esse The Broken. Vou tentar vê-los.

  2. Ibertson, “Cashback” é um filme maravilhoso, não deixe de ver. E “The Brøken” é um filme que causou muita decepção em várias pessoas, mas foi pelo fato da história, que é meio complicada de se compreender.

    Pedro, o senhor que é irregular. Brincadeira! :D Abraço!

  3. Fala garoto! FAzia tempo que não dava as caras por aqui. Alex, meu conhecimento sobre o Sean Ellis se limitava a Cashback, que achei interessante. Desconhecia o curta-metragem que originou o filme. Essas fotos em anexo são muito legais. Grandes fotógrafos costumam se tornar grandes diretores. abs.

  4. Confesso que ainda não tinha ouvido maiores detalhes sobre esse diretor, apesar dos vários elogios a “Cashback” – um longa que ainda tenho que conferir.

  5. Charles, eu também ando a você uma passagem no seu blog, embora eu ainda esteja enfrentando um problema insuportável de conexão com a Internet. Sobre “Cashback”, só passei a ter conhecimento do curta após assitir o longa – mas este segundo vale muito mais a pena! E eu gostei muito das fotografias do diretor, embora eu não tenha conseguido mais tempo para compartilhar outras com todos vocês. Abraços!

    Vinícius, sugiro que você veja “Cashback” assim que possível, pois é um filme memorável.

  6. Não verei apenas Cashback, como procurarei por The Brokem também, pois esses diretores peculiares muito me interessa. Tá anotado essas sugestões no meu bloquinho de notas

  7. Olá, Alex! tudo bem?

    Não conhecia o trabalho deste diretor, apesar de ler ótimos comentários a respeito de “Cashback”. Agora este “The Brøken” só conheço o pôster. ;)

    Beijos!

  8. Assim como alguns outros aqui dos comentários, achei Cashback bem irregular. A história e boa e tudo o mais, mas é meio difícil de engolir que só minas gostosas passeiam pelo supermercado naquela hora da madrugada. Gente feia não existe nesse filme. Estranho. No mínimo.

    Abraços!

  9. O único que eu vi foi o longa Cashback e fique surpreendido pelo tratamento que o diretor dá ao tema do abandono amoroso. E ainda há um tratamento bastante maduro à nudez, muito interessante. O que não impede o longa de ter uns momentos bem irregulares (a partida de futebol, mesmo, é horrível!).

    Agora, onde você conseguiu assistir a The Broken? Não conhecia esse novo longa do diretor.

  10. Marcelo, fico feliz! Não vá perder o seu bloco de notas, viu?

    Mayara, poster muito sensacional, por sinal. Beijos!

    Pedro, irregular és tu, como já disse! :D

    Ah, Ciro! Você está se queixando por haver mulheres muito bonitas por todo o filme? Mas isto é algo característico do diretor, vendo que como fotógrafo ele captura poses de vários modelos belas nuas. Abraços!

    Rafael, eu me diverti horrores na cena da partida de futebol, que deixa o filme ainda mais bem humorado. E “The Brøken” eu peguei na Internet, pois mal há previsão de lançamento do filme. E ao julgar pela sua peculiaridade, deve demorar bastante.

  11. Gostei de Cashback, bom saber, q o diretor é o msm desse The Broken, q tenho em casa pra ver, mas ñ tinha visto ninguém comentadno, vou fazer ele subir na lista de espera, e assistí-lo em breve!
    Abs! Diego!

  12. Diego, eu faria isso, pois “The Brøken” é um filme sensacional. Eu até me perguntei o porquê de não ter este filme antes, já que eu o tinha em meu computador mais de um mês antes de assisti-lo. Espero que aprecie. Abraços!

  13. Alex, já assisti e gostei, terror/psicológico interessante e bem realizado, uma produção de respeito, roteiro bacana com boas doses de suspense, aquele tipo de filme q nos deixa intrigado a cada minuto q passa, um filme completamente superior a todos os q pude assistir dos pacotes da After Dark Horrosfest, q estarei inclusive comentando no meu blog cada edição desse festival. Abs! Diego!

  14. Diego, fico feliz por você ter gostado do filme. E já fico no aguardo das suas análises acerca dos pacotes de filmes da After Dark Horrorfest, pois ainda não fiquei empolgado em assistir a todos os filmes da coletânea. Abraços!

  15. Boas, admiro imenso o trabalho do Sean Ellis acho ele um bom realizador, roteirista e bom fotografo, bastante contemporaneo e original…venho por este meio acrescentar uma informaçaozinha para quem gosta do seu trabalho… ele agora tambem tem-se notabilizado pela publicidade, fazendo anuncios… deixo aqui o link para voces verem

    obrigado e Bons filmes =) .

  16. Boas, admiro imenso o trabalho do Sean Ellis acho ele um bom realizador, roteirista e bom fotografo, bastante contemporaneo e original…venho por este meio acrescentar uma informaçaozinha para quem gosta do seu trabalho… ele agora tambem tem-se notabilizado pela publicidade, fazendo anuncios… deixo aqui o link para voces verem

    .obrigado e Bons filmes =) .

  17. Pingback: Instinto de Vingança « Cine Resenhas·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s