Correntes: Desafio da Quarta Foto – Olha que Blog Maneiro! – Os Injustiçados do Oscar

Olá, caros e caras visitantes!

Hoje reservo o post para responder a duas espécies de correntes que recebi recentemente por outros blogueiros cinéfilos. O primeiro, que será respondido com um pouco de atraso, me foi repassado através do honoráveis Jeff e Wally e da amiga Mayara, editores do Receio de Remorso, Cine Vita e Apaixonada por Cinema, respectivamente. O desafio é bem simples: publicar uma imagem pessoal de acordo com as exigências que vocês lerão abaixo. A segunda recebi do caro Gustavo, responsável pelo Império Cinéfilo II. Nele devo relacionar o selo “Olha que Blog Maneiro” e também seguir alguns passos. E, por fim, montarei um primeiro desafio: um MEME dos injustiçados no Oscar. Como estamos nos aproximando da premiação mais festejada do cinema gostaria de propor esta brincadeira cujos detalhes estarão um pouco mais abaixo. Espero que gostem!

——————————————————————————————————————————————————

DESAFIO DA QUARTA FOTO

Passos:

1. Ir até a quarta pasta, no meu pc, onde minhas imagens estão arquivadas;
2. Pegar a quarta foto, desta quarta pasta;
3. Explicar a foto;
4. Escolher quatro pessoas para fazer o mesmo.

Casa da Palavra
Bem, antes de informar detalhes da fotografia acima, preciso confessar que não segui necessariamente as regras, pois essa imagem não corresponde a alguma salva nos arquivos do meu computador. Assim, utilizei o que tinha armazenado no meu MP4 para responder ao desafio. Bem, o local que vocês estão vendo é a Casa da Palavra, que foi uma escolha aleatória usando os critérios acima até apropriado para se comentar. A Casa da Palavra pertence ao município onde moro, que é Santo André. Lá, que funciona há muitos anos, é reservado espaço para acesso gratuito a Internet e também para a Escola Livre de Literatura, um dos projetos culturais mais interessantes em Santo André. Essa imagem foi capturada quase que recentemente, quando fotografava alguns lugares que sempre considerei importantes na minha cidade. No caso da Casa da Palavra, foi o primeiro contato que tive quando ainda era um pouco mais novo com a forma de se analisar um filme, pois participava do Cinema, Varanda e Café. Lá é um espaço onde é repleto de pessoas bem inteligentes e com a mente aberta para um gostoso bate-papo, mas foi uma experiência traumática quando apresentei a minha visão do filme “Desmundo”. Um trauma tão grande que nunca mais retornei ao local, pois o que escrevo não sai exatamente quando falo. No entanto, posso dizer que devo muito a este local, pois é por ele que tive certo incentivo para desenvolver o Cine Resenhas.

Desafio enviado por:

-> Jeff, Receio de Remorso
-> Wally, Cine Vita
-> Mayara, Apaixonada Por Cinema

Desafio repassado para:

-> Anderson, Rosebud é o Trenó!
-> Denis, Cinemaníaco
-> Kamila, Cinéfila Por Natureza
-> Nespoli, O Cara da Locadora

——————————————————————————————————————————————————

OLHA QUE BLOG MANEIRO!

selo_olha_que_blog_maneiro
Passos:

1. Exiba a imagem do selo “Olha que blog maneiro!” que você acabou de ganhar.
2. Poste o link do blog que te indicou (muito importante).
3. Indique 10 blogs de sua preferência.
4. Avise seus indicados (não esquecer).
5. Publique as regras.
6. Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.
7. Envie a sua foto ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com o link dos 10 blogs indicados para verificação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá uma caricatura em P&B.

Desafio enviado por:

-> Gustavo, Império Cinéfilo II

Desafio repassado para:

->Mayara, Apaixonada por Cinema
-> Kau, Bit of Everything
-> Cecília, Cenas de Cinema
-> Kamila, Cinéfila por Natureza
-> Wally, Cine Vita
-> Ramon, Cinema em Casa
-> Nespoli, O Cara da Locadora
-> Robson, Portal Cine
-> Jeff, Receio de Remorso
-> Pedro, Tudo é Crítica

——————————————————————————————————————————————————

OS INJUSTIÇADOS NO OSCAR

Bem, agora gostaria de propor um desafio à vocês. Como estamos próximos do Oscar 2009 e ocorreu muitas reclamações em relação dos indicados, quero colocar mais lenha na fogueira lembrando dos diversos vacilos da Academia. Como são muitos os equívocos (daria um post por dia aqui no blog para o resto da vida), destacarei e pedirei para os que prosseguirem com a corrente que sejam somente cinco as injustiças postadas. Após isto, deve-se desafiar cinco amigos blogueiros para dar sequência. O meu modelo se baseia naqueles que perderam o prêmio para outras pessoas que, segundo o meu ponto de vista, não apresentaram um trabalho à altura do indicado não-premiado ou que mal foi premiado em toda a carreira. Vamos lá:

1: Oscar 1988
Injustiça: Cher é premiada por insosso desempenho em “Feitiço da Lua” – Glenn Close prossegue com carreira sem uma “careca”.
atracao-fatal
Faz poucos meses que assisti a comédia “Feitiço da Lua”. E pude apresentar certa revolta ao confirmar que Cher, antes indicado ao prêmio como coadjuvante de “Silkwood”, ganhou prestígio da Academia por uma interpretação bem insossa. A cena de apresentação onde a sua personagem está com Nicolas Cage evidencia a inexpressividade de Cher, que é muito melhor incorporando mulheres totalmente sarcásticas como as de “Minha Mãe é Uma Sereia” e “As Bruxas de Eastwick”. Close merecia a vitória, cuja Alex Forrest é dada como uma das maiores vilãs de toda a história do cinema. Perda triste, ainda mais para uma atriz que nunca recebeu o prêmio.

-> Quase chegou lá: “Ligações Perigosas”, “Atração Fatal” (melhor atriz), “Um Homem Fora de Série”, “O Reencontro” e “O Mundo Segundo Garp” (melhor atriz coadjuvante).

2: Oscar 1994
Injustiça: Academia surpreende e revolta. Antes imaginado nas mãos de Winona Ryder, Oscar para nas pequenas mãos de Anna Paquin.

A Época da Inocência
Já confessei a alguns amigos virtuais que não consegui apreciar “A Época da Inocência”, filme concebido sem muita emoção por Scorsese, que parecia mais atento aos costumes da época e ao caprichado trabalho de direção de arte do que injetar mais paixão na história e em seus personagens. Mas o filme reserva um mérito precioso: o desempenho de Winona Ryder. A maneira sensível com a qual a atriz desenvolve a sua May é algo sublime, assim como a paixão que sente Newland (Daniel Day Lewis), que não corresponde com a mesma intensidade por estar com os seus sentimentos direcionados à Ellen (Michelle Pfeiffer). Mas o Oscar aquele ano preferiu o malabarismo na praia de Anna Paquin em “O Piano”, um filme belíssimo e poético – só que pelo incrível trabalho de Holly Hunter.

-> Quase chegou lá: “Adoráveis Mulheres” (melhor atriz) e “A Época da Inocência” (melhor atriz coadjuvante).

3: Oscar 2002
Injustiça: Com tantas indicações, “Assassinato em Gosford Park” recebe pela categoria que não merecia: melhor roteiro original. Jean-Pierre Jeunet, junto com Guillaume Laurant, escrevem “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, um filme que de fato mudará sua vida.
jeunet“Assassinato em Gosford Park” a princípio tem uma premissa curiosa sobre diferença de classes. Mas o argumento vai se alongando em duas horas de metragem, as coisas enquanto ao assassinato que o título entrega começa a frustrar e tudo é jogado para os ares antes mesmo do filme terminar. Parece um hábito para Julian Fellowes reservar algo promissor e logo depois não saber como dar conta (basta também assistir ao fraquíssimo “Mentiras Sinceras” para ver que ele não dá certo nem na direção). Mas “Assassinato em Gosford Park” estava com muitas indicações e coube laureá-lo como melhor roteiro original. E isto é ainda mais lamentável ao constatar de que Jean Pierre Jeunet concorria na mesma categoria pelo excelente “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, um filme mágico como poucos atualmente.

-> Quase chegou lá: “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” (melhor roteiro).

4: Oscar 1989
Injustiça: Sigourney Weaver é indicada em duas categorias de performances femininas e perde em ambas.

sw-sigourneyweaver-workinggirl-whatSigourney Weaver talvez tenha sido a minha primeira musa do cinema (“Alien” é uma das minhas franquias prediletas desde a infância) e na maioria das vezes entrega-se as suas personagens com uma singularidade imbatível. Em “A Morte e a Donzela” está aquela que é uma das performances femininas mais impressionantes que os meus olhos já testemunharam. Mas como a Academia raramente está preparada para considerar uma performance de tamanha magnitude, vamos a um episódio bem anterior a este filme de Roman Polanski. Com indicação na categoria de melhor atriz por “Nas Montanhas dos Gorilas” (sua melhor interpretação ao lado de “A Morte e a Donzela”) e atriz coadjuvante por “Uma Secretária de Futuro”, Weaver simplesmente não levou nada. Já o Globo de Ouro naquele ano foi mais justo: declarou empate na categoria de atriz e rendeu vitória como melhor coadjuvante na ótima comédia de Mike Nichols.

-> Quase chegou lá: “Aliens”, “Nas Montanhas dos Gorilas” (melhor atriz) e “Uma Garota de Futuro” (melhor atriz coadjuvante)

5: Oscar 1967
Injustiça: Richard Burton tem sua carreira encerrada com sua morte em 1984. Ao todo, sete indicações ao Oscar. Nenhuma vitória.

a-whos-afraid-of-virginia-whos_afraid_of_virginia_woolf-6Foi destacado o Oscar do ano de 1967, mas pode-se aplicar o caso Burton a partir de todo o seu histórico de menções ao Oscar. O grande ator que já fora casado com Elizabeth Taylor e que dividiu a cena com esta em muitas oportunidades tem aquele talento que todo o cinéfilo comprova em seus clássicos e por isto é triste que este grande ícone do cinema não tenha recebido este reconhecimento dos acadêmicos. É claro que a premiação não justifica de fato todo o profissionalismo de um intérprete, mas é um nome a se sentir falta da história do Oscar. E Paul Scofield está um arraso em “O Homem que Não Vendeu Sua Alma”, mas optaria por Burton com o seu  deprimido George.

– Quase chegou lá: “O Manto Sagrado”, “Becket”, “O Espião que Saiu do Frio”, “Quem Tem Medo de Virginia Woolf?”, “Ana dos Mil Dias”, “Equus” (melhor ator) e “Eu Te Materei, Querida” (melhor ator coadjuvante).

Desafio repassado para:

-> Kau, Bit of Everything
-> Vinícius, Blog do Vinícius
-> Kamila, Cinéfila por Natureza
-> Gustavo, Império Cinéfilo
-> Jeff, Receio de Remorso

Anúncios

12 Respostas para “Correntes: Desafio da Quarta Foto – Olha que Blog Maneiro! – Os Injustiçados do Oscar

  1. Hehehe, estava comentando com o Wally outro dia mesmo sobre a injustiça que foi a Glenn Close perder para a Cher no Oscar, uma pena que a grande atriz ainda não tem a estatueta dourada. A Weaver ganhando dois Globos de Ouro por esses papéis e perdendo ambos os Oscars foi bizarro também. Só não concordo com a Winona Ryder, achei sua performance fraquíssima nesse filme – ela merecia por outro papel, não lembro agora…

    Valeu pelo desafio!

  2. Vinícius, acho essa perda da Glenn Close para a Cher a maior injustiça já cometida na premiação, assim como o que aconteceu a Sigourney Weaver. E na minha modesta opinião acho, sim, que Winona merecia o prêmio e que sua performance é dez. E outra injustiça com a atriz foi o seu esquecimento por “As Bruxas de Salem”. Além do mais, ela confere grandes desempenhos em “Minha Mãe é Uma Sereia” e “Colcha de Retalhos”.

  3. Desafio do Oscar aceito! Já ia discordar quanto à maravilhosa Anna Paquin, mas aí lembrei que ainda não vi AGE OF INNOCENCE inteiro, então é melhor dar o benefício da dúvida a Ryder.
    Quanto a Weaver, chega a ser insultante. A Academia pisou na bola feio.

  4. Quantos desafios legais, Alex! Tentarei responder a todos, ok, especialmente ao dos injustiçados do Oscar, que é bem interessante de se fazer. Dos que você lembrou, ainda não entendo como Sigourney Weaver perdeu por sua performance em “Uma Secretária de Futuro” e como a Glenn Close ainda não foi premiada pela Academia!

  5. Aê, finalmente a foto! Pensei que fosse ser aquela super sexy com cigarro na mão, mas essa aí tá legal também. hehe

    Sou um herege e não posso comentar com exatidão nenhuma das injustiças que citou, já que em todas deixei de ver um filme ou outro. Mas acho Glen Close do caralho e o fato de não ter nenhum Oscar um dos grandes vacilos da Academia. E amo Amélie, um dos meus filmes favoritos. Até incluiria ele na minha lista que já irei preparar [claro que aceito os desafios], mas como já se antecipou…

    []s!

  6. Gustavo, então sugiro a você que um dia termine de assistir “A Época da Inocência”, vendo que o último ato praticamente salva todo o filme.

    Kamila, aguardo a postagem do seu desafio – e tenho quase certeza de que você provavelmente relacionará o Ed Norton, rs.

    Jeff, não queria que os visitantes suspirassem com aquela foto :P Abraços!

    Kau, fico no aguardo! Abraços!

    O Cara, eu também! E quando consigo tempo no final de semana para dar andamento no desafio pego uma viroso das brabas!

    Mayara, no aguardo. Beijos!

    Pedro, você é sempre resto!

  7. Dificil comentar suas injustiças, pq alguns desses indicados eu vi ha tanto tempo que mal posso emitir uma opiniao com firmeza. Mas discordo muito de Amelie Poulain, um filme que passei a desgostar com o passar do tempo (3 ou 4 vezes visto, sempre vai caindo um pouco mais), enquanto Gosford Park é uma delicia, do inicio ao fim. Altman, em boa parte, claro, mas o roteiro é uma pequena perola.

    Tudo bem achar sacanagem que Sigourney Weaver perca duas vezes numa mesma noite, mas como discordar de premios dados a Jodie Foster (Acusados) e Geena Davis (O Turista Acidental) em Atriz e Atriz Coadjuvante, respectivamente, neste ano?

    E a unica atuação do Burton indicada ao Oscar que vi foi Quem Tem Medo de Virginia Woolf? E só por essa, ja deveria ter vencido. Mas nao vi o Paul Scofield, pra ser sincero…

    Abraços!

  8. Hélio, eu facilmente conceberia o prêmio para Weaver naquela noite, nem que fosse como coadjuvante (ela estava muito melhor que Davis, na minha sincera opinião). E eu concordo com você no caso de Burton. Abraços!

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s