P.S. Eu Te Amo

No material extra disponível no filme “Escritores da Liberdade”, é também fornecido comentários em áudio do diretor Richard LaGravenese e a protagonista Hilary Swank. Ao término dos comentários do filme, baseado em fatos verídicos da luta de uma professora em manter uma nova didática com seus alunos indisciplinados e sem perspectivas por influência da vida que levam, houve certo ânimo do cineasta e da atriz em repetir futuramente a parceria. O resultado veio rapidamente com “P.S. Eu Te Amo”, drama onde Holly Kennedy (Swank) tenta superar a morte do marido Gerry (Gerard Butler), com o qual se casou jovem e viveu durante um longo tempo. Além de contar com o apoio das melhores amigas Sharon (Gina Gershom) e Denise (Lisa Kudrow), Holly também recebe o conforto de algumas mensagens que são enviadas num curto espaço de tempo, cada um ao seu modo, escrito pelo seu próprio marido quando ainda estava vivo e já preparado com o fato de que não adiantaria lutar contra o tumor cerebral que causara sua morte prematura. Também ganha consolo ao fazer uma inesperada amizade com Daniel Connelly (Harry Connick Jr.), homem que nutre certa paixão por ela.
.
Mais conhecido pelas assinaturas em roteiros de dramas sensíveis como “As Pontes de Madison” e “A Princesinha”, LaGravenese prova neste seu quarto trabalho como cineasta de longas metragens que já possui a experiência necessária para prosseguir a carreira por trás das câmeras, o que fica patente quando conduz duas emoções distintas que poderia destroçar toda a trama quando unidas: o humor e o drama. Mas LaGravenese, com o apoio do seu elenco acima da média, cumpriu a dificuldade com a aplicação de piadas e situações originais e, especialmente, melancolia nas ocasiões exatas. É belo os acertos que cometeu com essas idas e vindas no tempo, através de recordações, que abordam desde a paixão à primeira vista de Holly e Gerry e os duros instantes onde Holly reflete sobre a possibilidade de que poderia expressar mais a sua paixão caso não deixasse que certos desentendimentos fossem tão expressivos. E essa situação encenada no filme, por mais que tenha lá todos os seus momentos descompromissados, possibilita ao seu público a oportunidade de ser compartilhada com as pessoas mais próximas.
.
Título Original: P.S. I Love You
Ano de Produção: 2007
Direção: Richard LaGravenese
Roteiro: Richard LaGravenese e Steven Rogers, baseado no romance de Cecelia Ahern
Elenco: Hilary Swank, Gerard Butler, Lisa Kudrow, Gina Gershon, Harry Connick Jr., James Marsters, Jeffrey Dean Morgan, Christopher Whalen, Nellie McKay, Christopher Whalen, Dean Winters e Kathy Bates
Cotação: 3 Stars

Anúncios

18 Respostas para “P.S. Eu Te Amo

  1. Esse filme foi uma agradável surpresa. Cativante, um pouco manipulador, mas emocionante, “P.S. Eu Te Amo” tem um ponto alto na química existente entre Gerard Butler e Hilary Swank. E eu adorei vê-la num papel mais leve.

  2. É de um filme desse gênero que preciso nesse momento, mas não fiquei muito interessado pela trama (apesar de seus comentários positivos). Devo ver quando chegar em DVD, mas pela Swank mesmo.Abraço!

  3. Achei bonzinho, mas nada demais. Como eu já te disse, acho que exagerou nas emoções, foi manipulativo e um tanto cliche (hahahaha) em momentos. Mas é simpático, tem bom elenco e consegue cativar.Nota 6,0

  4. Já deram notas mais baixas para esse filme… mas confeso qeu estou ansioso para asssiti-lo..mesmo não tendo curtido os ultimos trabalhos de Hilary Swank.Abraços

  5. Kamila, também estava ansioso para ver Hilay Swank num filme deste gênero e ela exerceu muito bem o seu trabalho. E achei muito bom aquele contato que a sua personagem tem com Gerard Butler.

  6. Pedro, se ele é um bom divertimento à dois, isso definitivamente eu não sei, já que o sujeito aqui está encalhada e sempre vai ao cinema sozinho…Heheheheheheh…

  7. Vinícius, ver um filme como “P.S. Eu Te Amo” de vem em quando é bem prazeroso. E tive a sorte de vê-lo após uma sessão de “A Bússola de Ouro”, um filme que achei sensacional.

  8. Rodrigo, as cotações baixas para o filme são muitos, mas o filme é um barato! E se deseja ver por Hilary Swank, pode ter certeza de que verá mais um bom desempenho da atriz.

  9. É o tipo de filme que não acaba com os créditos finais.
    Uma história cativante, emocionante e linda!!
    Tenho que dizer que toda vez que lembro do filme, seja por uma música ou comentário qualquer, paro prá pensar.
    Com um elenco desses, o filme nem precisava ter história.
    Concordo quando dizem que Hilary Swank impressionou, pq ela de fato me pegou de surpresa. Nunca tinha a visto num papel desses, e ainda teve a grande sorte de encenar com o nosso eterno fantasma da ópera!!
    Lisa Kudrow faz uma participação totalmente ”Pheobe”, e isso foi lindo!! hehe
    É um filme pra ver, rever e lembrar sempre.

  10. Pingback: Melhores de 2008: Cena « Cine Resenhas·

  11. Pingback: Melhores de 2008: Canção « Cine Resenhas·

  12. pra assitir com a namorada eh otimo, e gerard butler eh otimo entaum vou arriscar dizer q o filme eh muitooo bom mesmo,naum igual aos outros q estaum por ai, beirando ao 7,5.

  13. Luciana, Anderson e Danizinha, muito legal vocês terem gostado do filme. Eu também curti muito a presença da Lisa Kudrow, atriz que sempre gostei!

    Paulinho, eu vi esse filme nos cinemas no natal de 2007 sozinho. Pode? Mas mesmo assim eu adorei, é um filme sensível e muito divertido.

  14. Pingback: A Inquilina « Cine Resenhas·

Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s